CartaExpressa

Clube Militar defende Daniel Silveira e ataca jornalistas e esquerda

Em nota, general pergunta se é crime quando uma grande parcela da população tem saudades do regime militar

Foto: Alexandre Manfrim/Ministério da Defesa
Foto: Alexandre Manfrim/Ministério da Defesa
Apoie Siga-nos no

A confirmação da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), pela Câmara dos Deputados, gerou uma forte reação do Clube Militar.

Em nota divulgada na sexta-feira 19, o presidente da associação, general Eduardo José Barbosa, cobra tratamento semelhante a políticos de esquerda e a jornalistas.

“Por que outros pronunciamentos semelhantes, porém ditos por políticos e jornalistas de centro esquerda não são tratados como crime?”, questiona o texto que traz nove perguntas.

No documento, o general cita a facada de Adélio Bispo no presidente Jair Bolsonaro e pergunta se “é crime quando uma grande  parcela da população tem saudades do regime militar?”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.