CartaExpressa

Ciro diz que ‘brasileiro mandou o lulopetismo radical e o bolsonarismo boçal embora’

Ciro diz que ‘brasileiro mandou o lulopetismo radical e o bolsonarismo boçal embora’

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou nesta segunda-feira 30 que o PT e o presidente Jair Bolsonaro estão entre os principais derrotados nas eleições de 2020.

“O povo brasileiro parece ter determinado como segunda razão do voto o alinhamento ideológico para cá ou acolá. O brasileiro mandou o lulopetismo radical e o bolsonarismo boçal para fora. Falou: ‘Vão brigar lá fora’. Foi um grande voto ao centro, centro-direita e centro-esquerda. Precisamos organizar para ver se isso tem desdobramentos no futuro do país”, afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Ao projetar 2022, Ciro disse que pretende apresentar um projeto com foco em alianças. “Estou dedicado a construir uma grande aliança do centro e da esquerda. Sem repartição de cargo, com uma questão clara: o Brasil precisa de uma reforma política (…). Se o Fernando Henrique Cardoso tivesse feito, teríamos mudado o Brasil. Se o Lula tivesse feito, teríamos mudado o Brasil. Nossa grande aliança será deslocar o centro político respeitado da aliança com a direita podre e do esquerdismo infantil”, declarou ainda.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem