CartaExpressa,Política

Ciro: A probabilidade de segundo turno entre mim e Lula está crescendo

Ciro: A probabilidade de segundo turno entre mim e Lula está crescendo

Para ele, Bolsonaro está desesperado e 'começa a tentar relembrar ao povo as razões que deram vitória a ele'

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidenciável do PDT, Ciro Gomes, afirmou que, com o derretimento da popularidade do presidente Jair Bolsonaro, aumentam as chances do segundo turno das eleições de 2022 ser disputado por ele contra Lula.

“Acho que a probabilidade de se dar o segundo turno entre eu e o Lula está crescendo. Acho que Moro e Huck não são candidatos. Nem Doria. Se ele for, será fragilizado porque está muito mal em São Paulo e nunca teve entrada no Brasil. O único organizado, com o partido harmônico, sem confusão, sou eu. O que se vê com a ciência que é possível nessa área? Hoje, a tendência consistente é que Lula está em seu [patamar] máximo e Bolsonaro, em processo de derretimento”, disse em entrevista ao Valor.

Para Ciro, Bolsonaro está desesperado e “começa a tentar relembrar ao povo as razões que deram vitória a ele”.

“Vão recuperar toda notícia da roubalheira, da inadimplência do povo produzida pelo lulopetismo. E aí, esse momento de grande euforia com Lula vai começar a colocá-lo na defensiva e predispor o País a procurar uma terceira via”.

Na conversa, Ciro ainda faz duros ataques a Lula. “Vamos derrotar Bolsonaro e vou propor mudança. Lula é parte central da corrupção. Lula é o maior corruptor da história moderna brasileira. E não aprendeu nada. Fica na lambança, prometendo a volta de um passado idílico que é mentira”.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem