CartaExpressa

China alfineta Brasil por postagem que anuncia insumos ‘do exterior’

China alfineta Brasil por postagem que anuncia insumos ‘do exterior’

O embaixador da China, Yang Wanming. Foto: Romulo Serpa/Agência CNJ

O embaixador da China, Yang Wanming. Foto: Romulo Serpa/Agência CNJ

A Embaixada da China no Brasil ironizou uma publicação do Ministério da Saúde que anuncia a chegada de insumos “do exterior”, sem informar que vieram do país asiático. A postagem ocorreu no sábado 22.

 

 

 

“#URGENTE: insumos do exterior para a produção de 12 milhões de vacinas AstraZeneca/Fiocruz desembarcaram neste sábado 22, às 17h54, no aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro, de onde seguem em direção às instalações da Fiocruz, na capital fluminense”, escreveu o Ministério da Saúde, nas redes sociais.

Yang Wanming, embaixador da China no Brasil, reagiu com ironia, grifando em vermelho o trecho “insumos do exterior”. O diplomata escreveu que “Confúcio disse, feito para amigos, fiel à sua palavra”.

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, respondeu em seguida à publicação do embaixador.

“Agradecemos sempre o apoio do senhor nesse momento de dificuldade sanitária. O Ministério da Saúde espera ter sempre a sua parceria para essa e futuras ações”, escreveu.

O diplomata chinês, na sequência, disse a Queiroga: “Estimado ministro, diante esse desafio sanitário, estamos unidos e comprometidos para vencer em conjunto a luta contra o Covid-19”.

O Ministério das Relações Exteriores também tentou reparar a gafe e compartilhou o post do Ministério da Saúde com um acréscimo: “Com agradecimento à Chancelaria da República Popular da China pelos esforços na pronta liberação dos insumos contratados à Oxford/AstraZeneca”.

Wanming também respondeu ao Itamaraty: “A China está altamente comprometida com a parceria de vacinas com o Brasil a fim de contribuir, dentro do seu alcance, para o Brasil possa vencer a pandemia o mais cedo possível”.

Diante da situação, a tag “Obrigado China” ascendeu no Twitter. Figuras políticas, artistas e demais internautas repercutiram o agradecimento em crítica à diplomacia do governo de Jair Bolsonaro.

“Obrigado, China, o Brasil pede desculpas”, escreveu o deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

 

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem