CartaExpressa

Carlos Bolsonaro, Osmar Terra e Nise Yamaguchi faziam parte do ministério paralelo

Carlos Bolsonaro, Osmar Terra e Nise Yamaguchi faziam parte do ministério paralelo

É o que indicam documentos entregues à CPI da Covid; Flávio Bolsonaro, Tercio Arnaud e Fabio Wajngarten também participaram dos encontros

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Foto: Reprodução/Canal Leda Nagle

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Foto: Reprodução/Canal Leda Nagle

A CPI da Covid recebeu documentos da Casa Civil que mostram a existência do “ministério paralelo” da Saúde que debatia soluções para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A informação é da Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, o grupo reuniu-se ao menos 24 vezes para discutir o tema.

Aparecem nos encontros o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), o assessor especial da Presidência , o ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten e a médica Nise Yamaguchi.

O material remetido à Comissão trata de informações solicitadas sobre todas as reuniões que tiveram como pauta o tema relacionado à pandemia da Covid-19. Segundo o jornal, o presidente Jair Bolsonaro não esteve em seis delas, mas todas ocorreram no Palácio do Planalto ou no Alvorada (residência oficial da Presidência).

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem