CartaExpressa

Boulos diz que apoia Lula, mas critica aliança com Alckmin: ‘Simbolismo negativo’

‘Eu fui professor na rede estadual quando Alckmin era governador: um desastre’, afirmou o psolista

 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O pré-candidato do PSOL ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos, voltou a criticar a possível formação de uma chapa entre o ex-presidente Lula e o ex-governador Geraldo Alckmin para a eleição de 2022.

Em entrevista à Globonews na sexta-feira 3, o psolista classificou como “mau sinal” o eventual acordo.

“Eu acho que o Lula é o candidato que tem melhores condições de derrotar o Bolsonaro, de tirar o Brasil desse pesadelo. Por isso é que eu defendo a candidatura dele. E acho que a tendência é que o meu partido, o PSOL, também deve apoiá-lo”, afirmou.

“Agora, essa discussão sobre o vice ser o Alckmin, eu considero um mau sinal. Porque, primeiro, tem uma questão do simbolismo negativo. O Alckmin, quando governador de São Paulo, foi quem ordenou o massacre do Pinheirinho, em São José dos Campos [refere-se à ação da PM contra moradores, em 2012]”, acrescentou Boulos.

O pré-candidato ainda relembrou o período em que foi professor da rede estadual paulista para se referir ao ainda tucano.

“Eu fui professor na rede estadual quando Alckmin era governador: um desastre. Salário baixo, sem plano de carreira, faltava papel higiênico. Esse é o legado do governador Alckmin”, emendou Boulos.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!