CartaExpressa

Bolsonaro volta a pedir voto impresso: ‘Ou já acertaram a fraude para 22?’

Bolsonaro volta a pedir voto impresso: ‘Ou já acertaram a fraude para 22?’

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente Jair Bolsonaro usou parte de sua transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira 7 para, mais uma vez, lançar dúvidas sobre o processo eleitoral brasileiro. Ele não apresentou indícios de fraude para justificar suas alegações.

Ao defender o voto impresso, o presidente declarou: “O teu voto é confirmado e o papel cai dentro de uma urna. Houve desconfiança, pode ser então auditado. Qual o problema nisso? Estão com medo? Já acertaram a fraude para 22? Eu só posso entender isso daí”.

“Eu não vou esperar chegar 22 – nem sei se vou vir candidato – para começar a reclamar. Temos que aprovar o voto impresso. Quem vai decidir isso é o Congresso Nacional”, acrescentou.

Segundo ele, o tema “vai ser votado e, se for aprovado, vai ser promulgado. Se for promulgada, a PEC [Proposta de Emenda à Constituição] será cumprida e ponto final”.

A deputada Bia Kicis (PSL-DF), apoiadora do presidente, é autora de uma PEC que instituiria a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem