CartaExpressa

Bolsonaro usa enchentes na Bahia para atacar o distanciamento social contra a Covid

‘Também tivemos uma catástrofe no ano passado, quando muitos governadores – e o pessoal da Bahia – fecharam todo o comércio’, disse

Foto: Reprodução/TV Brasil
Foto: Reprodução/TV Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro usou o drama causado pelas enchentes no sul da Bahia para, mais uma vez, atacar as medidas de distanciamento social adotadas por prefeitos e governadores para conter a Covid-19.

Em Porto Seguro (BA), para onde viajou neste domingo, o ex-capitão foi questionado sobre como o governo ajudaria as famílias que perderam suas casas e seus negócios. Resolveu, então, recorrer a um de seus expedientes prediletos.

“Também tivemos uma catástrofe no ano passado, quando muitos governadores – e o pessoal da Bahia – fecharam todo o comércio e obrigaram o povo a ficar em casa. Povo, em grande parte [trabalhadores] informais, condenados a morrer de fome”, afirmou, em entrevista. Ele ainda disse que o governo “é sensível a esse problema”.

“A gente pede a colaboração de todos para que se supere esse problema e também não destruamos a economia em nome de seja lá o que for. Apesar de respeitarmos e entendermos a gravidade que esse vírus tenha proporcionado ao Brasil.”

O Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou a liberação de 5,8 milhões de reais para municípios atingidos pelas fortes chuvas no sul da Bahia. O montante chegará às cidades de Eunápolis, Itamarajuru, Jucuruçu, Ibicuí, Ruy Barbosa, Itaberaba e Maragogipe.

Segundo comunicado do Corpo de Bombeiros da Bahia, os temporais já afetaram quase 70 mil pessoas e deixaram cerca de 3,7 mil desabrigados. São 20 cidades em situação de emergência e 7 em avaliação, de acordo com a corporação. Um levantamento da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia, porém, lista 30 municípios em situação de emergência.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.