CartaExpressa

Bolsonaro tenta enganar a população, diz o general Santos Cruz

Ex-ministro rebateu declaração do presidente de que quem decide se um povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as Forças Armadas

O general Carlos Albertos dos Santos Cruz. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O general Santos Cruz, ex-ministro de Jair Bolsonaro, rebateu a declaração do presidente de que “quem decide se um povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as suas Forças Armadas”.

Ao UOL, Santos Cruz afirmou que Bolsonaro procura novamente forçar a politização indevida dos militares.

“Isso é mais uma tentativa de enganar a população e arrastar as Forças Armadas para o centro de discussões políticas”, disse.

“Só posso dizer que isso é covardia com a população e com as Forças Armadas, que trabalham e se dedicam às suas atividades, à defesa do Brasil e em auxílio à população em todos os momentos de necessidade, sempre dentro da lei”, afirmou o general.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar