CartaExpressa,Política

Bolsonaro será julgado por tribunais tanto no Brasil quanto internacionais, diz Doria

Bolsonaro será julgado por tribunais tanto no Brasil quanto internacionais, diz Doria

Para ele, há uma 'grande avenida' para a terceira via apresentar um candidato liberal

João Doria e Jair Bolsonaro. Fotos: Divulgação/Governo de São Paulo e Marcos Corrêa/PR

João Doria e Jair Bolsonaro. Fotos: Divulgação/Governo de São Paulo e Marcos Corrêa/PR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chamou o presidente Jair Bolsonaro de criminoso e afirmou que o mandatário “será julgado por tribunais tanto no Brasil quanto internacionais”.

Em entrevista a Bloomberg Línea, o tucano disse ainda que a grande lição tirada do atual governo federal “é que o Brasil é maior do que aqueles que o comandam”.

“Depois de passar por este teste do Bolsonaro, um negacionista, um criminoso que será julgado por tribunais tanto no Brasil quanto internacionais, [isso] é prova de que esse país tem grandeza”, declarou.

“Porque sobreviver a um período tão dramático da vida mundial com um negacionista, dizendo que isso era uma gripezinha, um resfriadozinho, [que dizia] não use máscara, que tira máscara de criança, alguém que compra cloroquina e não compra vacina… E o país sobreviver a tudo isso. Essa é a grandeza do País; é um legado triste, mas que nos traz força para saber que o Brasil é maior do que aquele que o comanda”, acrescentou.

Na conversa, Doria classificou a disputa entre o ex-presidente Lula e Bolsonaro para as eleições de 2022 como o horror versus o terror.

Para ele, há uma “grande avenida” para a terceira via apresentar um “candidato liberal, com propostas para a recondução do Brasil para a saúde, para a vida, para o crescimento, para o progresso, para a geração de emprego e para a esperança”.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem