CartaExpressa

Bolsonaro elogia ditadores e diz que Médici e Stroessner foram ‘homens de visão e de futuro’

Presidente participou da posse do novo diretor-geral da Usina Itaipu-Binacional, almirante Anatalicio Risden Junior

Foto: EVARISTO SA/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro elogiou nesta terça-feira 22 os ex-presidentes militares do Brasil Emílio Garrastazu Médici e Ernesto Geisel.

Em discurso durante a posse do novo diretor-geral da Usina Itaipu-Binacional, almirante Anatalicio Risden Junior, o ex-capitão também citou o ex-presidente do Paraguai Alfredo Stroessner.

“O que seria do Brasil sem as obras dos anos 1970? Aqui, temos Itaipu Binacional. [Obra do] Emílio Garrastazu Médici juntamente com Alfredo Stroessner”, citou Bolsonaro em Foz do Iguaçu (PR). “A história não pode ser mudada, é uma realidade. Homens de visão e homens de futuro que nos geraram Itaipu Binacional”.

O presidente lembrou ainda do ex-ministro da Agricultura Alysson Paulinelli. “O nosso agronegócio hoje é fantástico, graças a esse homem que foi descoberto pelo Geisel”.

Não foi a primeira vez que Bolsonaro elogiou os ditadores brasileiros e o paraguaio. Em 2019, também em posse de novo diretor-geral da Itaipu, o ex-capitão usou termos como “homem de visão” e “estatista”.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.