CartaExpressa

Bolsonaro é eleito Pessoa Corrupta do Ano por consórcio investigativo

Bolsonaro é eleito Pessoa Corrupta do Ano por consórcio investigativo

PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. FOTO: SERGIO LIMA

PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. FOTO: SERGIO LIMA

O presidente Jair Bolsonaro encerra 2020 com uma honraria às avessas: ele foi eleito a Pessoa Corrupta do Ano pelo Projeto de Reportagem sobre Corrupção e Crime Organizado (OCCRP, em inglês), um consórcio global de jornalistas investigativos ligado a projetos como o Panama Papers.

A escolha do presidente brasileiro para o ‘antiprêmio’ foi feita nesta quarta-feira 30 após a votação de um conselho de profissionais que cobrem o tema.

“Eleito na esteira do escândalo da Lava Jato e como um candidato anticorrupção, Bolsonaro se cercou de figuras corruptas, usou a propaganda para promover sua agenda populista, atacou o sistema de Justiça e travou uma guerra destrutiva contra a região Amazônica, que enriqueceu alguns dos piores donos de terra do País”, afirmou o consórcio em texto que explica as motivações para a nomeação.

Acompanhando Bolsonaro como vencedores das últimas edições, estão os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, Ilham Aliyev, do Azerbeijão, Rodrigo Duterte, das Filipinas, e Nicolás Maduro, da Venezuela.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem