CartaExpressa

Bolsonaro diz que Dom Phillips era ‘mal visto’ na Amazônia e que deveria ter tido mais atenção

Nesta quarta-feira 15, se completam 10 dias do desaparecimento do jornalista e de seu companheiro de viagem, o indigenista Bruno Pereira

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira 15 que o jornalista Dom Phillips, desaparecido na Amazônia desde o dia 5, junto com o indigenista Bruno Pereira, era ‘mal visto na região’ e que deveria ter tido mais atenção ‘consigo próprio’.

“Esse inglês era mal visto na região porque fazia muita matéria contra garimpeiros, questão ambiental, então, naquela região lá, que é bastante isolada muita gente não gostava dele”, disse em entrevista à Leda Nagle, simpatizante ao presidente e ao bolsonarismo.

“Ele tinha que ter mais que redobrada atenção para consigo próprio e resolveu fazer uma excursão. A gente não sabe se alguém viu e foi atrás dele, lá tem pirata no rio, lá tem tudo que possa imaginar lá”, completou.

Ainda durante a conversa, Bolsonaro defendeu ainda que os ativistas deveriam estar armados para andar pela região. “É muito temerário você andar naquela região sem estar devidamente preparado fisicamente e também com armamento devidamente autorizado pela Funai, que pelo que parece não estavam.”

Nesta quarta-feira 15, se completam 10 dias do desaparecimento de Dom Phillips e Bruno Araújo que trabalhavam em uma investigação na Amazônia, na Terra Indígena Vale do Javari, quando desapareceram. Os dois viajavam numa embarcação rumo a Atalaia do Norte, depois de passarem pela comunidade de São Rafael, última vez em que foram vistos. A viagem de cerca de 72 quilômetros deveria durar apenas duas horas, mas eles nunca chegaram ao destino.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.