CartaExpressa,Política

Bolsonaro destinará R$ 450 milhões para fazer propaganda do seu governo em 2022

Bolsonaro destinará R$ 450 milhões para fazer propaganda do seu governo em 2022

O objetivo, conforme aponta o documento, é combater as informações acerca do governo divulgadas pelas mídias tradicionais

Foto:  Anderson Riedel/PR

Foto: Anderson Riedel/PR

O presidente Jair Bolsonaro pretende usar 450 milhões de reais para fazer propaganda das políticas públicas e ações do seu governo nos próximos meses. É o que diz o mais recente edital lançado por sua gestão, em que busca selecionar quatro agências de publicidade para ‘rebater parte da mídia’ e divulgar os feitos da Presidência. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o próprio edital de concorrência, o objetivo é superar o “desafio de fazer frente a informações não correspondentes à realidade disseminadas por parte da mídia e em redes sociais”.

Como parte da seleção, as agências interessadas devem produzir uma campanha hipotética para o governo sobre o 7 de setembro, quando Jair Bolsonaro esteve nas ruas, ameaçou romper com a democracia e fez ameaças ao ministro Alexandre de Moraes.

A produção, segundo o texto, deverá “exaltar o sentimento de confiança, esperança e otimismo dos brasileiros” e deve ser encaminhada até o dia 4 de novembro.

O objetivo, conforme aponta o documento, é combater as informações acerca do governo divulgadas por parte da mídia, já que estas acabam “gerando um sentimento de rejeição, que pode afetar diretamente a receptividade e a compreensão das mensagens a serem divulgadas”.

O valor de quase meio bilhão ainda prevê também a execução de pesquisas para avaliar o mercado, o público-alvo e os resultados das suas propagandas.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem