CartaExpressa

Bolsonaro associa demarcações de terras a ‘favelas’ indígenas

A declaração ocorre após o STF suspender o julgamento do Marco Temporal para reconhecimento de áreas tradicionais

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira 30 que as demarcações de terras feitas em Roraima acabaram com o estado.

Em conversa com apoiadores, na saída do Palácio do Alvorada, o mandatário chegou a relacionar as demarcações com ‘favelas de índios’.

A declaração ocorre após o Supremo Tribunal Federal suspender o julgamento do Marco Temporal para reconhecimento de áreas tradicionais. O presidente da Corte, Luiz Fux, garantiu que a análise do caso será retomada na próxima quarta-feira 1.

“Acabaram com Roraima com aquelas demarcações, né? Acabaram com Roraima”, afirmou Bolsonaro. “Tem alguma favela de índio lá?”, questionou.

Após um apoiador responder que sim, o presidente completou: “tiraram o índio do local dele”.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.