CartaExpressa,Política

Bolsa Família reduziu mortalidade infantil em 17%, aponta estudo

Bolsa Família reduziu mortalidade infantil em 17%, aponta estudo

Cartão do benefício Bolsa Família. Foto: Divulgação

Cartão do benefício Bolsa Família. Foto: Divulgação

O Bolsa Família, programa social de transferência de renda direta às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, foi responsável pela redução da mortalidade infantil em 17%, no período de 2006 a 2015.

A conclusão é de um estudo realizado por pesquisadores do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde da Fiocruz Bahia, em conjunto com a Universidade Federal da Bahia e a Escola de Medicina Tropical e Higiene de Londres. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira 28 pelo jornal Folha de S.Paulo.

No período, os pesquisadores avaliaram dados de mais de 6 milhões de famílias brasileiras com crianças menores de cinco anos, sendo 4.858.253 (77%) beneficiárias do Bolsa Família (1.451.113, ou 23%, não estavam no programa). Nas famílias que receberam o benefício, a mortalidade infantil foi 17% menor na comparação com aquelas que não obtiveram o auxílio.

A redução, pontua o estudo, foi ainda mais significativa entre as famílias que tinham crianças prematuras (22%), filhas de mães negras (26%) ou moravam nos municípios mais pobres do País (28%).

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem