CartaExpressa

Blogueiro bolsonarista cede direitos do Terça Livre e dribla bloqueio de Moraes

Blogueiro bolsonarista cede direitos do Terça Livre e dribla bloqueio de Moraes

Allan dos Santos é investigado no inquérito das fake news, acusado de propagar desinformação e promover ataques virtuais contra o STF

Allan dos Santos (FOTO: Alessandro Dantas/PT no Senado)

Allan dos Santos (FOTO: Alessandro Dantas/PT no Senado)

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos achou uma forma de driblar o bloqueio sobre o canal Terça Livre, que saiu do ar após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

“O Terça Livre cedeu os direitos de transmissão de seus programas à iniciativa Artigo 220, mantendo, assim, a produção de seu conteúdo jornalístico”, informa Santos em seu canal no Telegram. “O que era para ser o fim, tornou-se o início de um novo capítulo”, acrescentou o blogueiro.

O canal que passou a divulgar o conteúdo faz menção ao artigo 220 da Constituição que versa sobre ‘a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição’.

Allan dos Santos é investigado no inquérito das fake news, acusado de propagar desinformação e promover ataques por meio virtual contra a Corte e seus ministros. O blogueiro também teve sua conta no Twitter suspensa.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem