CartaExpressa

BC sobe os juros pela 7ª vez seguida e Selic vai a 9,25% ao ano, maior nível desde julho de 2017

Para a próxima reunião, agendada para daqui 45 dias, o Copom prevê um novo reajuste de 1,5 ponto percentual

Edifício-sede do Banco Central, em Brasília. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Edifício-sede do Banco Central, em Brasília. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O Comitê de Política Monetária do Banco Central elevou nesta quarta-feira 8, mais uma vez, a taxa Selic: de 7,75% para 9,25% ao ano, alta de 1,5 ponto percentual. Trata-se do 7º aumento consecutivo.

Assim, a taxa básica de juros chega ao seu maior patamar desde julho de 2017, quando também marcava 9,25% ao ano.

O mercado financeiro aposta na continuidade desse movimento de elevação dos juros. Relatório Focus divulgado na última segunda-feira 6 mostra que a projeção de mais de 100 instituições financeiras é de que a Selic chegará a 11,25% ao ano no fim de 2022.

Para a próxima reunião, agendada para daqui 45 dias, o Copom prevê um novo reajuste de 1,5 ponto percentual. Se a estimativa se concretizar, a Selic passará pulará para 10,75% ao ano, nível mais elevado desde maio de 2017, quando estava em 11,25%.

Os reajustes da Selic têm, oficialmente, o objetivo de conter o avanço galopante da inflação. A prévia de novembro do IPCA ficou em 1,17%, maior índice para o período desde 2002. Em 12 meses, a inflação já chega a 10,73%, a maior em mais de cinco anos.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.