CartaExpressa,Política

Após receber medalha, Bolsonaro é vaiado e chamado de genocida na Câmara

Após receber medalha, Bolsonaro é vaiado e chamado de genocida na Câmara

Sob protestos de deputados da oposição, presidente foi condecorado por Arthur Lira (PP-AL)

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Sob protestos da oposição na Câmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro recebeu das mãos de Arthur Lira (PP-AL) nesta quarta-feira 23 uma medalha de Mérito Legislativo.

A condecoração foi proposta pelo Major Victor Hugo (PSL-GO) como homenagem aos 28 anos em que o ex-capitão ocupou uma cadeira de deputado.

Como protesto, deputados da oposição exibiram cartazes com temas como ‘medalha da rachadinha’, ‘medalha da miséria’ e ‘medalha do desemprego’. Gritos de ‘genocida’ também ecoaram no plenário.

Veja o vídeo:

Nas redes sociais, parlamentares também questionaram a homenagem entregue ao presidente.

Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da Oposição na Câmara, registrou o lamento com a medalha oferecida a Bolsonaro pela Casa.

“Bolsonaro não merece a medalha Mérito Legislativo. Essa condecoração é destinada àqueles que tenham prestado serviço relevante ao Brasil ou ao Legislativo. Quem tanto prejudicou o País, envergonhou o Congresso e atacou a democracia não merece tamanha honraria”, escreveu o parlamentar.

“Bolsonaro está na Câmara para receber a medalha de Mérito Legislativo 2021. Agora, nos perguntamos: o que ele fez de mérito este ano? Aumento da fome, do desemprego, da carestia. Ele deveria receber o prêmio de genocida”, publicou a deputada Talíria Petrone, líder da bancada do PSOL.

Gleisi Hoffmann, deputada e presidenta nacional do PT, também registrou a indignação pelo episódio.

“Projeção para a inflação no Brasil em 2021 sobe para 9,8%, democracia sob ameaça, o país descendo a ladeira e a Câmara dos Deputados homenageia Bolsonaro com Medalha Mérito Legislativo. Fim da picada! A medalha que ele tinha que receber é da vergonha nacional!”, destacou a parlamentar.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem