CartaExpressa,Política

Após liderança de Lula, XP Investimentos altera formato de pesquisa

Após liderança de Lula, XP Investimentos altera formato de pesquisa

Empresa não assinará mais os levantamentos de opinião pública que contrata e divulga desde 2018 junto ao instituto Ipespe; entenda

Após liderança de Lula, XP Investimentos altera formato de pesquisa

A XP Investimentos não assinará mais as pesquisas de opinião pública que contrata e divulga desde 2018 junto ao instituto Ipespe.

A informação, publicada originalmente pela coluna de Lauro Jardim, em O Globo, foi confirmada por CartaCapital. A empresa disse que não comentará o assunto.

A decisão veio após os levantamentos apontarem, seguidamente, a liderança do ex-presidente Lula na corrida eleitoral. Os resultados teriam desagradado alguns clientes da empresa.

Segundo O Globo, a XP continuará a encomendar pesquisas a outros institutos, além do Ipespe, e vai acrescentar assuntos que também incluam outros temas de interesse do seu público-alvo.

Levantamentos recentes contratados pela empresa apontam a tendência de crescimento das intenções de voto no ex-presidente Lula para as eleições de 2022.

Em um dos cenários, o petista tem 40% das intenções de voto no 1º turno (eram 38% na pesquisa anterior), enquanto Jair Bolsonaro marca 24% (eram 26%). Trata-se da 5ª pesquisa em que Lula manifesta a tendência de alta – em março, ele registrava 25%. Aparecem na sequência Ciro Gomes, do PDT (10%), Sergio Moro (9%), Luiz Henrique Mandetta, do DEM (4%), e Eduardo Leite, do PSDB (4%).

A pesquisa também mostrou a tendência de crescimento da rejeição ao governo de Bolsonaro: 54% dos entrevistados consideram a gestão ruim ou péssima, ante 52% na rodada do mês passado. O aumento nas avaliações negativas é constante desde outubro de 2020.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem