CartaExpressa

Após Justiça rejeitar recurso, Novak Djokovic é deportado da Austrália

Tenista não poderá disputar o Aberto da Austrália, que começará nesta segunda-feira 17

Créditos: Paul CROCK / AFP Créditos: Paul CROCK / AFP
Créditos: Paul CROCK / AFP Créditos: Paul CROCK / AFP
Apoie Siga-nos no

O tenista Novak Djokovic deixou a Austrália neste domingo 16 após a Justiça Federal rejeitar um recurso contra o cancelamento do seu visto pelo governo. Depois da decisão, o atleta precisou sair do país, e ficou de fora do Aberto da Austrália, que começará nesta segunda-feira 17.

Djokovic deixou o território australiano a bordo de um avião da companhia aérea Emirates com destino a Dubai, poucas horas depois da decisão do tribunal.

Segundo o juiz James Allsop, um dos três magistrados envolvidos no caso, o julgamento não se tratava sobre o mérito da decisão do ministro da Imigração, Alex Hawke, e sim sobre a legalidade de tal. A decisão foi unânime e as razões serão publicadas em data posterior.

 

Os advogados do governo australiano argumentaram que a permanência de Djokovic no país estimulava a não vacinação contra a Covid-19, dizendo que o sérvio teve diversas chances de se imunizar. Deportado, o tenista não pode retornar à Austrália pelos próximos três anos, segundo as leis de imigração do país.

O tenista informou que vai cooperar “com as autoridades competentes em relação à minha saída do país” e resolveu “tirar um tempo para descansar e me recuperar”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.