CartaExpressa

Após Aécio cobrar candidato próprio, presidente do PSDB pede respeito a ‘decisões coletivas’

A discussão sobre nome próprio à Presidência ‘é um desserviço à verdade dos fatos’, avalia Bruno Araújo

O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP
O deputado federal Aécio Neves (PSDB). Foto: Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, usou as redes sociais para se manifestar, nesta segunda-feira 23, sobre pedidos por uma candidatura própria do partido à Presidência da República. Segundo Araújo, há “um acordo político em torno de candidatura única” com MDB e Cidadania, depois de o ex-governador João Doria retirar a sua pré-candidatura.

Pouco antes, o deputado Aécio Neves (PSDB-MG) divulgou uma nota em que defendeu “que tenhamos candidatura própria”. Disse o parlamentar: “A partir da decisão do ex-governador paulista, o partido está em condições de analisar outros nomes da nossa legenda que possam liderar não só o PSDB, mas também importantes setores do centro democrático, nesse momento grave da vida nacional”.

Pelas redes, Bruno Araújo rebateu: “O PSDB tem um acordo político em torno de uma candidatura única (PSDB/Cidadania/MDB). Qualquer outra discussão é um desserviço à verdade dos fatos, desrespeito às reiteradas decisão coletivas e, mais grave, ao País”.

O PSDB adiou a reunião da Executiva Nacional marcada para esta terça-feira 24. No encontro, esperava-se que os tucanos confirmassem a aliança com o MDB em torno de Simone Tebet para a Presidência. Com a mudança, a reunião deve ocorrer apenas em 2 de junho, ainda em meio a incertezas sobre o rumo a ser tomado pelo partido.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.