CartaExpressa

Ao lado de Covas, FHC prega ‘frente ampla’ em 2022 e cita Doria

‘Sempre fui favorável que houvesse união entre os partidos no Brasil’, disse

Reprodução BandNews Reprodução BandNews
Apoie Siga-nos no

Após votar ao lado do prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB), no colégio Sion, em Higienópolis, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu a ideia de criação uma “frente ampla” contra o presidente Jair Bolsonaro.

“Sempre fui favorável que houvesse união entre os partidos no Brasil. Se for possível fazer uma frente ampla, acho bom”, afirmou.

Sobre 2022, FHC disse que o governador João Doria é um nome “forte” para disputar a Presidência, mas ponderou que o PSDB também tem outros nomes.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar