CartaExpressa,Política

Alinhamento com Bolsonaro levou Manaus ao colapso, diz vice do Amazonas

Alinhamento com Bolsonaro levou Manaus ao colapso, diz vice do Amazonas

O governador Wilson Lima deve ser um dos interrogados na CPI da Covid no Senado

Cemitério público em Manaus, capital do Amazonas. Foto: Michael DANTAS/AFP

Cemitério público em Manaus, capital do Amazonas. Foto: Michael DANTAS/AFP

Em meio à CPI da Covid no Senado Federal, o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho, afirmou que o alinhamento do governador Wilson Lima (PSC) com Jair Bolsonaro levou o estado ao colapso.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, publicada nesta quinta-feira 6, Almeida diz que o objetivo era gerar uma imunidade de rebanho, ideia defendida por Bolsonaro, mas acabou virando um laboratório da nova cepa.

“Se esperou a água bater no pescoço para a tomada de alguma medida, quando o governo federal foi acionado o caos já estava acontecendo. Não foi chamado antes por uma questão simples, o governador não queria demonstrar que havia má administração, que ficou patente na investigação sobre a compra de respiradores, por exemplo”, afirma.

Almeida rompeu com o governo de Lima em maio de 2020, quando começaram as investigações sobre desvio de verba para compra de respiradores. Em janeiro deste ano, o estado ganhou repercussão internacional após o colapso no sistema de saúde por conta do avanço da Covid-19.

“Quando o ministro (Pazuello) chegou para resolver o problema, ele já estava criado. Mas que problema é esse? A política de contaminação para ter imunidade de rebanho. Se dizia no Amazonas que o convívio e contaminação geraria isso. Essa era política anunciada pelo próprio governo federal. Mas nesse ponto, o que se mostra é que o tiro saiu pela culatra, ocorreu a gestão de uma cepa mais contundente. Isso é por inação do governo estadual, mas também por causa de uma política do governo federal”, conta Almeida.

Questionado sobre a CPI, Almeida se diz disponível para comparecer e prestar esclarecimentos.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem