CartaExpressa,Política

Alesp aceita denúncia e pode cassar o mandato de Fernando Cury por assédio

Alesp aceita denúncia e pode cassar o mandato de Fernando Cury por assédio

(Foto: Agência Alesp)

(Foto: Agência Alesp)

A Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) decidiu, nesta quarta-feira 10, pela admissibilidade do processo de cassação contra o deputado estadual Fernando Cury (Cidadania) acusado de assediar a deputada Isa Penna (PSOL).

O caso aconteceu em dezembro quando as câmeras do plenário gravaram Cury apalpando os seios de Isa pelas costas.

A decisão se deu por unanimidade entre os 10 deputados que formam a Comissão. Cury, no entanto, segue em atividade enquanto o processo se desenrola. A Comissão ouvirá testemunhas e a defesa de ambas as partes.

A Comissão ficará responsável por montar um relatório e enviar ao plenário da casa, que vai decidir se Cury deve ser cassado ou não.

O advogado de Cury, Delmanto Junior, tentou tirar a deputada Erica Malunguinho (PSOL) da Comissão, argumentando que a parlamentar já havia se pronunciado sobre o caso em suas redes sociais,

O pedido foi negado pelos parlamentares.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem