CartaExpressa

3 a 1: Moraes vota para manter a suspeição de Moro

Até aqui, Edson Fachin está isolado na tentativa de reverter a decisão da Segunda Turma

Apoie Siga-nos no

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, votou nesta quinta-feira 22 para manter a declaração de parcialidade do ex-juiz Sergio Moro contra o ex-presidente Lula no caso do triplex do Guarujá, já decida pela Segunda Turma no mês passado.

Assim, Moraes se junta a Gilmar Mendes e Kassio Nunes Marques e diverge do relator Edson Fachin. Até aqui, o placar é três a um a favor da manutenção da suspeição.

Segundo Fachin, ao declarar a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba nos processos contra o petista, o habeas corpus que pedia o reconhecimento da parcialidade de Moro contra Lula perde o objeto.

“A suspeição é mais ampla e sua análise precede a questão da competência. A imparcialidade do magistrado precede as regras objetivas de competência”, discordou Moraes.

Assista ao vivo:

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.