CartaExpressa

1 em cada 3 negros eleitos já se declarou branco em outro pleito, mostra site

O PL, partido de Jair Bolsonaro, aparece com o maior número de candidatos negros eleitos que já haviam se declarado branco em outras eleições

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Um levantamento produzido pelo site Poder 360 identificou que, dos 527 candidatos negros eleitos nas eleições de 2022 até agora, cerca de 173 declaram-se brancos em outros pleitos. O PL, partido de Jair Bolsonaro, aparece com o maior número de candidatos negros eleitos que já haviam se declarado branco antes: 26.

O levantamento considerou as declarações raciais feitas pelos próprios políticos desde o pleito de 2014, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passou a exigi-la.

De acordo com o levantamento, o União Brasil aparece em segundo lugar, com 25 candidatos negros eleitos que se declararam brancos em outros pleitos. Logo em seguida vem o PP, com 23.

A maioria, 121 políticos eleitos que fizeram essa alteração, ocuparão os cargos de deputado estadual ou distrital. Para a Câmara, diz o levantamento, dos 88 negros eleitos, mais de 40 haviam se declararam como brancos anteriormente. Na lista ainda estão três governadores eleitos em primeiro turno: Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal; Gladson Cameli (PP), do Acre; e Clécio Luís (SD), do Amapá.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em julho revelam que o percentual de pessoas que se autodeclararam brancas caiu cerca de 3,3% (de 46,3% para 43%), enquanto o de pretas saltou de 7,4% para 9,1%, e o de pardas de 45,6% para 47%.

A Bahia é o estado que aparece com maior número de mudanças na autodeclaração racial, com 21 alterações. Minas Gerais ocupa o segundo lugar, com 15, e o Maranhã vem em seguida com 13 alterações.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar