CartaCapital

assine e leia

Ideias para o futuro

CartaCapital inaugura ciclo de debates em busca de caminhos para impulsionar a reindustrialização sustentável e as exportações brasileiras

Abertura. Na mesa, Bittar, Padilha e Elias Rosa. Na plateia, diversos líderes políticos, como Rogerio Correia, Jandira Feghali, José Dirceu, Zeca Dirceu e Ricardo Capelli. Todos saudados por Manuela e Mino Carta – Imagem: Leonardo Prado e Paulo Negreiros
Apoie Siga-nos no

No ano em que celebra seu 30º aniversário, CartaCapital promove um novo ciclo dos Diálogos Capitais, dedicado ao debate de propostas para desenvolver o Brasil e superar as desigualdades. Reunidos na sede da Confederação Nacional da Indústria em Brasília, representantes do governo, do setor privado e da sociedade civil organizada discutiram, na terça-feira 14, caminhos para impulsionar a reindustrialização sustentável e fortalecer as exportações. “Ao contrário do que dizem os negacionistas, crescer, gerar emprego e renda não é tarefa incompatível com a preservação da natureza”, ­observou Manuela Carta, publisher da revista. “O desenvolvimento sustentável abre novas janelas de oportunidade, com o potencial de regenerar um modelo de crescimento que, sem uma significativa mudança de rota, tem os dias contados.”

Na abertura da série de debates, intitulada “Um Projeto de Brasil”, estiveram presentes o ministro das Relações Institucionais da Presidência da República, Alexandre Padilha, o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Márcio Fernando Elias Rosa, e o vice-presidente da CNI, Jamal Jorge Bittar.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo