Evangélicos também vão às ruas pelo ‘Fora, Bolsonaro’

'Se Jesus estivesse aqui, de que lado ele estaria senão o das viúvas, dos órfãos e das pessoas que morrem de fome?'

Protesto contra o presidente Jair Bolsonaro em Brasília, em 3 de julho de 2021. Foto: Sergio Lima/AFP

Protesto contra o presidente Jair Bolsonaro em Brasília, em 3 de julho de 2021. Foto: Sergio Lima/AFP

Diálogos da Fé

Diversos coletivos evangélicos e algumas igrejas se reuniram, em 2 de julho passado, em uma plenária para juntar esforços e se organizar para os atos do sábado, 3 de julho, pelo “Fora Bolsonaro”.

Os coletivos entendem que o momento histórico no qual nos encontramos convoca as pessoas evangélicas a se posicionarem politicamente pela vida e contra este governo que tem ceifado milhares de vidas pela fome, pela Covid-19 e pelo caos social instalado na presidência de Jair Bolsonaro. Nesta plenária, o grupo que conta, até a redação deste texto, com 47 coletivos integrantes, deliberou por usar a chamada nos atos de 3 julho, “Evangélicos pelo Fora Bolsonaro”.

Além de discorrer sobre a conjuntura nacional, o grupo discutiu sobre métodos e táticas para enfrentar os fundamentalismos religiosos na política brasileira. Religiosos que usam seus poderes eclesiásticos para articular com o neoliberalismo um ataque orquestrado contra os mais pobres, por meio do apoio às reformas trabalhista, previdenciária e administrativa. Um modo de usar a religião como poder político, social e econômico por meio do uso dos meios de comunicação e acordos financeiros.

Naquela reunião, na qual se evidenciou que existem pessoas evangélicas que não apoiam Bolsonaro, aconteceram ataques cibernéticos com o intuito de nos amedrontar e frear nossa ação, mas não tiveram êxito! Não nos calarão e provamos isso nos atos de 3 de julho: inúmeros blocos evangélicos foram às ruas sob o mote: “Ele veio para matar, roubar e destruir”, texto da Bíblia no livro de João 10.10 que norteia nossa ação: Cristo veio para a vida em abundância, então aquele que tem atentado contra a vida das brasileiras e dos brasileiros e se esconde atrás de uma máscara religiosa, não pode vir da parte do verdadeiro Cristo, e é por isso vamos às ruas!

Em continuidade das ações destes coletivos, em 12 de julho, o grupo se reuniu novamente, deliberando a participação dos blocos evangélicos nos atos do próximo 24 de Julho.

Desta vez, o grupo definiu a criação da Coalização Evangélica Contra Bolsonaro, que terá por mote nas ruas “Evangélicos pelo Fora Bolsonaro”, e como versículo bíblico inspirador: “Ele veio para matar, roubar e destruir” (João 10.10).

Portanto, foi neste dia 12 de julho de 2021 que nasceu a Coalizão Evangélica contra Bolsonaro, presente em todas as regiões do país, representada pelos grupos signatários do MANIFESTO DA COALIZÃO EVANGÉLICA CONTRA BOLSONARO, que será lançado na quinta feira, 22 de julho, às 19h, nas páginas e perfis dos coletivos que integram essa coalizão, no Facebook, no Instagram e no Twitter (ver a lista ao final deste texto).

Nós nos manifestamos, tomando as ruas, porque nossa espiritualidade não é compatível com um presidente que apoia o acúmulo de riquezas beneficiando os ricos, quando os pobres morrem de fome, de violência policial e de Covid. Seguimos profetizando e denunciando as injustiças promovidos por aqueles que usam o nome de Deus em vão. Perguntamos às pessoas evangélicas brasileiras: se Jesus estivesse aqui, hoje, de que lado ele estaria, senão do lado das viúvas que perderam seus companheiros, dos órfãos que perderam seus pais e com as pessoas que morrem de fome?

Não fugimos de nossa responsabilidade histórica de estar do lado da vida, e vida em abundância, como o próprio Cristo disse: uma vida digna em que o bem-viver seja a realidade das brasileiras e dos brasileiros. Gritamos “Fora Bolsonaro!”. Denunciamos aquele que veio para matar pessoas, roubar vacinas e destruir o Brasil!

São estes os 47 coletivos que fazem parte da Coalização Evangélica Contra Bolsonaro, que se encontram no campo progressista, e que organizam o movimento “Fora Bolsonaro” no contexto evangélico.

NORDESTE (20)
Aliança de Batistas do Brasil – BA
Cristãos Contra o Fascismo – BA
Cuxi Coletivo Negro Evangélico – Salvador/BA
Evangélicas Pela Igualdade de Gênero (EIG) – BA
Evangélicxs pela Diversidade – BA
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – BA
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – MA
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – PB
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – SE
Frente Evangélica Pela Democracia no Maranhão
Homens de Evangélicas Pela Igualdade de Gênero (EIG)
Movimento Negro Evangélico – BA
Movimento Negro Evangélico – PE
Movimento Social de Mulheres Evangélicas do Brasil (MOSMEB) – BA
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – PB
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – MA
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – RN
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) Bahia – BA
Rede Fale – BA
Revista Zelota

NORTE (02)
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – PA
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – AM

SUL (04)
Cristãos Contra o Facismo – RS
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – PR
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – PR
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – SC

SUDESTE (16)
Coletivo Esperançar
Cristãos Contra o Fascismo – SP
Evangélicas Pela Igualdade de Gênero (EIG) – SP
Evangélicxs pela Diversidade
Frente Cristã Socialista – SP
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – MG
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – RJ
Frente Evangélica pela Legalização do Aborto
Movimento Negro Evangélico – RJ
Movimento Social de Mulheres Evangélicas do Brasil (MOSMEB)
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – MG
Paz e Esperança Brasil
Plataforma Intersecções
Rede de Mulheres Negras Evangélicas
Rede Fale
Revista Zelota

CENTRO OESTE (05)
Aliança de Negras e Negros Evangélicos do Brasil (ANNEB)
Coletivo de Mulheres das Organizações Religiosas do Distrito Federal (COMOR-DF)
Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito – DF
Núcleo de Evangélicos do PT (NEPT) – DF
Refugo (Movimento Cristão Progressista) – GO

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Coalizão Evangélica contra Bolsonaro é representada pelos grupos signatários do MANIFESTO DA COALIZÃO EVANGÉLICA CONTRA BOLSONARO

Compartilhar postagem