Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Prefeitura de SP afasta guardas municipais que agrediram skatistas

Sociedade

Prefeitura de SP afasta guardas municipais que agrediram skatistas

por Redação Carta Capital — publicado 07/01/2013 14h52, última modificação 07/01/2013 15h50
Integrantes da GCM usaram spray de pimenta e agarrarm esportista pelo pescoço
estrangulamento

Skatista é agredido no centro de São Paulo. Foto: Reprodução/Youtube

A prefeitura de São Paulo afastou nesta segunda-feira 7 os guardas municipais que agiram de forma truculenta contra skatistas na praça Roosevelt, centro da cidade, na última sexta-feira 4. Segundo nota da prefeitura, eles foram “afastados dos serviços externos e estão sendo ouvidos pela Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana (GCM)”.

O vídeo, publicado no youtube (aqui), mostra um skatista sendo estrangulado por um guarda não identificado, enquanto os outros integrantes da GCM nada fazem para impedi-lo. Em seguida, uma guarda municipal usa spray de pimenta para afastar as pessoas ao redor, inclusive o cinegrafista, que agiam pacificamente naquele momento.

Este foi o primeiro caso envolvendo abusos da guarda municipal divulgado na gestão do prefeito Fernando Haddad (PT). Abaixo, a íntegra da nota da prefeitura:

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana, pasta responsável pela Guarda Civil Metropolitana, informa que não tolera condutas como a dos agentes envolvidos em ocorrência com skatistas na Praça Roosevelt em 04/01/2013. Os responsáveis já foram identificados, afastados dos serviços externos e estão sendo ouvidos pela Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana, que adotará as providências cabíveis.

Informamos ainda que as ações dos Guardas Civis Metropolitanos são pautadas pelo respeito ao cidadão e aos direitos humanos e os desvios de conduta dos agentes são apurados pela Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana, órgão independente responsável por investigar irregularidades na Corporação. O órgão trabalha com total imparcialidade para apurar e corrigir qualquer excesso cometido por parte dos funcionários públicos pertencentes à GCM.

Denúncias sobre a conduta dos Guardas Civis devem ser encaminhadas à Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana - pelos telefones: 3149-3804 e à Ouvidoria da GCM através do telefone: 0800 – 7700263.