Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Cynara Menezes vence prêmio 'Troféu Mulher Imprensa' de 2013

Cultura

Premiação

Cynara Menezes vence prêmio 'Troféu Mulher Imprensa' de 2013

por Redação Carta Capital — publicado 19/02/2013 17h44, última modificação 20/02/2013 11h43
Repórter de CartaCapital foi a profissional mais votada na categoria Jornalista de Mídias Sociais com seu blog Socialista Morena

A repórter de CartaCapital Cynara Menezes, autora do blog Socialista Morena, venceu a nona edição do “Troféu Mulher Imprensa” na categoria “Jornalista de Mídias Sociais”.

O resultado da premiação, concedida pelo portal e revista Imprensa em parceria com a Maxpress, foi divulgado nesta terça-feira 19. Cynara recebeu 33,25% dos votos. Sônia Bridi, da TV Globo, com 26,9% dos votos, ficou em segundo lugar, seguida Bárbara Gancia, da Folha de S.Paulo, (22%) e Rosana Hermann, do R7 (17,6%).

As vencedoras foram escolhidas por meio de votação de jornalistas entre os dias 15 de janeiro e 15 de fevereiro. Elas foram indicadas por um júri técnico composto por profissionais do mercado, que destacaram a atuação das jornalistas durante o ano de 2012.

“O mais importante de ganhar o prêmio, para mim, foi saber que um blog de esquerda, sem nenhum incentivo a não ser meu prazer em compartilhar conhecimento, pode concorrer em pé de igualdade com empresas consolidadas em um prêmio jornalístico. Sinal de que o futuro já chegou”, diz a jornalista.

O blog, que a autora classifica como “jornalístico e literário”, está no ar desde 19 de setembro. Desde que foi lançado, Cynara intercala o trabalho de apuração da revista com as postagens. “Tem noites que varo quando resolvo fazer alguma tradução, como é o caso das entrevistas históricas, que têm que ser digitadas inteiramente e traduzidas, pois algumas, como a do Buñuel e a entrevista do Mino Carta com o Lula, estavam inéditas na rede”.

Até hoje, relembra a autora, o post que mais repercutiu foi uma “homenagem” aos roqueiros reaças do Brasil. “Mas têm posts ‘eternos’, como o primeiro, dos mandamentos do esquerdista moderno, que sempre voltam”, diz. “As notícias que posto sempre têm um viés de denúncia ao capitalismo, ou seja, têm sempre uma pegada de esquerda. Para provocar o pensamento mesmo. É o caso do último post sobre os suicídios na Espanha por causa dos despejos, que pra mim são a cara da crueldade do neoliberalismo. Comparei com a inquisição”, conta.

A maior surpresa com o blog, segundo a jornalista, tem sido o interesse dos leitores por assuntos desconectados com os fatos do dia-a-dia. “Foi muito bacana o retorno que recebi de um post menos óbvio no sentido de repercussão: o que falava da parceria entre o beatnik Allen Ginsberg e os punk rockers do The Clash.”

Após cinco meses de postagens, reconhecidos agora com a premiação, Cynara diz que “tanto as matérias no site da Carta quanto os posts do blog repercutem muito na rede”. “A diferença”, completa, “é que no blog eu sou mais opinativa, enquanto que na carta eu sou mais informativa. São duas coisas diferentes e tenho muito prazer em fazer ambas!”.

Quem também foi premiada na edição deste ano do Troféu Mulher Imprensa foi a jornalista da Agência Pública Natália Viana, colaboradora de CartaCapital. Ela foi a profissional mais lembrada na categoria "Repórter de Site de Notícias". Recebeu 29,7% dos votos, seguida por Marina Novaes (Terra), com 24,9%, Giovana Sanchez (G1), com 18,620%, Lilian Ferreira (UOL), com 16,611%, e Luciana Galastri (Galileu), com 10,074%.

registrado em: , ,