Política

Crise Política

Temer admite que usou jatinho particular em 2011

por Redação — publicado 07/06/2017 15h25
Palácio do Planalto muda primeira versão e agora admite que Temer, ainda vice-presidente, usou avião particular "sem saber a quem pertencia a aeronave"
Beto Barata/PR
Temer_Marcela.jpg

Temer viajou com a família para Comandatuba sem saber de quem era o avião particular

O presidente Michel Temer mudou a primeira versão oficial e admitiu que viajou com sua família para Comandatuba (BA) em janeiro de 2011 em uma aeronave particular. De acordo com nota oficial do Palácio Planalto, o então vice-presidente "não sabia a quem pertencia a aeronave e não fez pagamento pelo serviço".

A nova nota retifica a informação dada na terça-feira 6 que afirmava que o então vice-presidente Michel Temer, em 2011, havia usado aviões da Força Aérea Brasileira para fazer a viagem com a família para Comandatuba e Porto Alegre.

O posicionamento de terça-feira, por sua vez, foi motivado pelas notícias veiculadas pela imprensa que afirmam que o dono da JBS, Joesley Batista, entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) um diário de voo de seu jatinho com informações sobre viagens do presidente Michel Temer.

De acordo com os documentos do Learjet PR-JBS, Temer teria viajado com a mulher, Marcela, em 2011 em pelo menos duas oportunidades. Uma das viagens do casal foi entre Comandatuba, na Bahia, e São Paulo. A outra para Porto Alegre (RS). No diário de bordo consta a anotação "Família sr. Michel Temer".

A equipe do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai analisar as informações relativas ao jatinho para confirmar se as viagens foram realmente realizadas. A apuração, que servirá apenas como prova de corroboração sobre a relação de Temer com Joesley, será feita dentro do inquérito já instaurado contra o presidente.

O empresário entregou as informações sobre os voos para reforçar sua versão apresentada no acordo de colaboração premiada de que mantinha "estreita relação" com Temer.

Confira a íntegra da nota distribuída hoje pelo Palácio do Planalto:

"O então vice-presidente Michel Temer utilizou aeronave particular no dia 12 de janeiro de 2011 para levar sua família de São Paulo a Comandatuba, deslocando-se em seguida a Brasília, onde manteve agenda normal no gabinete. A família retornou a São Paulo no dia 14, usando o mesmo meio de transporte. O vice-presidente não sabia a quem pertencia a aeronave e não fez pagamento pelo serviço."

registrado em: Michel Temer, Joesley Batista, JBS