Reformas

As desastradas consequências da terceirização

por Welinton Naveira e Silva* — publicado 10/04/2017 00h01, última modificação 07/04/2017 10h47
O governo Temer não tem a menor noção do impacto da gigantesca redução do poder de consumo do trabalhador
Fernando Frazão/Agência Brasil
Protesto contra reformas de Temer

Mais um protesto contra as reformas


Espaço aberto para quem apoia o jornalismo transparente e crítico de CartaCapital.

Entenda as regras de envio de artigos em socio.cartacapital.com.br/duvidas

 

Não bastasse a poderosa Dona Tecnologia, a toda velocidade, substituindo o trabalhador ou possibilitando contratação de gente de menor preparo com salário mais baixo, em todas as áreas do trabalho humano, braçal e intelectual, em todo o mundo, a inconsequente e entreguista lei para a terceirização será mais um agente de desemprego e redução dos salários.

A crise econômica desencadeada pelos golpistas, principalmente decorrente da desastrada Operação Lava Jato e agora da Carne Fraca, a pretexto de seletiva caçada aos criminosos corruptos de sempre, causou gigantescos estragos na economia e no mercado de trabalho, em todas as especialidades, notadamente na engenharia brasileira.

Em pouco tempo a terceirização da engenharia será fato consumado, nas empresas privadas e nas empresas estatais. Milhares e milhares serão demitidos para somente uma parte deles retornarem ao trabalho, como terceirizados, ganhando bem menos, principalmente se levar em conta os acréscimos no salários decorrentes de anos de trabalho e negociações sindicais, totalizando a chamada remuneração.

Boa parte do salário que pertence ao trabalhador passará a pertencer aos donos das muito lucrativas empresa de terceirização, ofertante de mão-de-obra escrava. Por certo será o fim da engenharia brasileira. Os projetos voltarão a vir de fora. Estaremos fadados a uma grande “linha de montagem” a preços reduzidos. Paraíso para os ricos e empresários. O fim da classe média.

A cambaleante economia do governo Temer, incompetente e entreguista, não tem a menor noção das consequências da gigantesca redução do poder de consumo do trabalhador e do grande desemprego que por certo causarão muitas falências no comércio e na indústria. Inimagináveis turbulências e caos na desacreditada economia golpistas estão a caminho. Mais um grande fator de concentração de riquezas em mãos de poucos. Um grande e amplo desastre. Temos que revogar essa absurda lei, o quanto antes.

* Sócio desde 2015

registrado em: Terceirização, Governo Temer