Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Jovens e idosos da periferia formam a base da nova Classe Média

Sociedade

Serasa Experian

Jovens e idosos da periferia formam a base da nova Classe Média

por Redação Carta Capital — publicado 14/11/2012 11h01, última modificação 06/06/2015 19h24
Segundo estudo, 41 milhões de pessoas desta faixa da população vivem em áreas pobres e afastadas dos centros das cidades
classe média

Em 1998, as classes de renda A, B e C somavam 53% da população brasileira. Hoje, somam 84%. Foto: Agência Brasil

A maior parte da classe média brasileira é composta por jovens moradores de periferias (31%), pessoas que estão envelhecendo na periferia (18%) e aspirantes sociais (11%), segundo uma pesquisa inédita da consultoria Serasa Experian. Ao todo, esses três grupos do estudo representam 60% dos 104 milhões de integrantes desta faixa populacional. O levantamento foi apresentado nesta segunda-feira 12 no 1º Fórum Novo Brasil: Desvendando a Classe Média.

No grupo definido como periferia jovem, há 32 milhões de pessoas. Destas, 10 milhões são trabalhadores de baixa qualificação com empregos formais, 9 milhões de baixa renda e 6 milhões na informalidade, com destaque para mulheres chefes de família com menos de 25 anos.

Por fim, 4 milhões são famílias assistidas, residentes sobretudo no norte e nordeste do Brasil, sem relação com bancos e atividades de crédito ou financeiras.

Entre os 11 milhões classificados como aspirantes sociais, 4,5 milhões são jovens adultos "consumidores indisciplinados". Eles possuem alto consumo e renda baixa, sendo beneficiados pelo amplo crédito disponível no mercado. Outros 3,3 milhões são profissionais em ascensão social, definidos desta forma por buscarem mobilidade social por meio do trabalho e estudo.

 

Dos 19 milhões enquadrados como envelhecendo na periferia, 9 milhões são operários aposentados e outros 6 milhões não possuem renda nem aposentadoria formal, além de 4 milhões de "casais maduros" de baixa renda.

O levantamento utiliza um cruzamento de dados da Serasa Experian, do Censo Brasileiro e da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar).