Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Brasil vence a Itália e conquista 3º ouro no vôlei masculino

Sociedade

Tricampeão Olímpico

Brasil vence a Itália e conquista 3º ouro no vôlei masculino

por Redação* — publicado 21/08/2016 16h11, última modificação 21/08/2016 16h16
Depois dos tropeços na fase de grupos, a equipe de Bernardinho teve uma recuperação espetacular na Rio 2016
Johannes Eisele / AFP
Vôlei

Com o apoio da torcida no Maracanãzinho, a seleção brasileira de vôlei masculino espanta o fantasma das duas últimas finais olímpicas

A seleção brasileira masculina de vôlei conquistou o tricampeonato olímpico neste domingo (21), ao vencer a Itália por 3 sets a 0 (25/22, 28/26 e 26/24). A Itália abriu o jogo com desempenho um pouco superior, mas, ainda no final do primeiro set, o Brasil destacou-se na quadra e tomou a liderança.

Apesar de se manter à frente do placar, os brasileiros enfrentaram forte pressão dos adversários. Todos os sets foram concluídos após um acirrado revezamento de vantagem, ponto a ponto.

Depois das derrotas para os Estados Unidos em Pequim 2008 e da incrível virada sofrida para a Rússia quatro anos depois, em Londres, o Brasil teve pela frente em sua quarta decisão olímpica seguida um velho conhecido. O segundo ouro da história do País veio em Atenas, exatamente contra a Itália.

Os italianos chegaram na decisão invictos, em busca do primeiro ouro olímpico. Eles já tinham duas pratas – uma conquistada em 1996, nos jogos de Atlanta; e outra em 2004, quando perdeu por 3x1 sets para o Brasil na final.

A vitória fechou com medalha de ouro a histórica participação do Brasil nos Jogos Olímpicos disputados em casa. Com o título, o País também alcançou inéditos sete ouros, além de seis pratas e seis bronzes, 19 medalhas no total.

O caminho até a medalha foi complicado. Na primeira fase, os anfitriões perderam duas partidas - contra os Estados Unidos e a própria Itália - e jogaram a sobrevivência no torneio contra a França. A vitória por 3 sets a 1 valeu a classificação apenas na quarta posição, o que colocaria oponentes complicados na trajetória do time até a decisão.

Bernardinho
Na primeira fase, o Brasil perdeu duas partidas. Bernardinho ajudou a equipe a despertar (Foto: Johannes Eisele/AFP)
Na fase final, porém, a equipe comandada por Bernardinho acordou. Primeiro despachou a Argentina, também por 3 sets a 1. Depois, teve pela frente a Rússia, algoz da final de Londres 2012, mas não se intimidou. Vitória por 3 sets a 0 para ganhar moral para a disputa da medalha dourada. Como cantou a torcida, o campeão tinha voltado: para azar dos italianos.

 

* Com informações da Agência Brasil e da Deutsche Welle.