Você está aqui: Página Inicial / Política / Serra chama repórter de "sem vergonha"

Política

Eleições 2012

Serra chama repórter de "sem vergonha"

por Redação Carta Capital — publicado 28/09/2012 19h01, última modificação 06/06/2015 18h26
Questionado sobre seu programa de governo, tucano se irrita. Em nota, PSDB acusa o PT

O fato de não ter apresentado seu programa de governo para a disputa da Prefeitura de São Paulo continua provocando incômodos ao candidato José Serra (PSDB). Nesta sexta-feira 28, em evento na Moóca, bairro da zona leste da cidade, onde Serra cresceu, o tucano se mostrou nervoso e chamou um repórter de "sem vergonha" após ser questionado sobre o programa de governo.

De acordo com relato do portal Terra, Serra afirmou em entrevista coletiva que pretendia criar um "sistema municipal de ensino técnico", que teria como público alvo as crianças de famílias humildades. Segundo o próprio Serra, ele teve a ideia enquanto se dirigia à Moóca, "se lembrando da infância e da juventude". Um jornalista da Rede Brasil Atual, veículo ligado ao movimento sindical, questionou Serra sobre a proposta: "Veio à cabeça agora ou está no seu plano de governo?", disse o repórter, segundo o Terra.

O tucano, então, fez o que costuma fazer ao receber perguntas incômodas. Perguntou, segundo o Terra, a qual veículo o jornalista pertencia. O repórter se recusou a dizer, mas após a insistência do portal disse ser da Rede Brasil Atual. Serra se recusou a responder e continuou a entrevista. Ainda de acordo com o Terra, o jornalista voltou a abordar Serra quando o tucano estava indo embora. "Por que você só responde perguntas favoráveis?", questionou. Serra, então, rebateu: "Não, eu não respondo pergunta de sem vergonha".

Em comunicado enviado à imprensa, no qual não faz referência ao xingamento proferido por Serra, a assessoria do candidato tucano acusa a Rede Brasil Atual de ser ligada ao PT e acusa o partido de enviar um "suposto repórter" para "tumultuar a coletiva". De acordo com a campanha de Serra, que não apresenta provas a respeito da acusação, isto faz parte de "uma nova, e lamentável, estratégia eleitoral em São Paulo".

Ainda de acordo com o Terra, um repórter do humorístico CQC também perguntou a Serra como ele "pretendia resolver o problema do trânsito" na cidade se "nem programa de governo" ele tinha apresentado. O tucano disse que tinha apresentado programa de governo e que ele estava em seus programas eleitorais e no Tribunal Regional Eleitoral.

O documento apresentado por Serra ao TRE foi muito criticado por apresentar propostas resumidas e ataques a rivais políticos.