Você está aqui: Página Inicial / Política / Serra articula participação em prévias do PSDB

Política

Eleições 2012

Serra articula participação em prévias do PSDB

o ex-governador se reuniu ontem com Kassab e Alckmin para definir qual a melhor maneira de entrar da disputa eleitoral para a prefeitura paulistana
por Redação Carta Capital — publicado 25/02/2012 08:14, última modificação 25/02/2012 12:54
Comments
José Serra

A vontade de José Serra desagradou a maioria dos tucanos. Foto: Filipe Araújo/AE

Em reunião com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o prefeito Gilberto Kassab (PSD), o ex-governador José Serra (PSDB) decidiu entrar na disputa para a prefeitura de São Paulo, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

Com prévias marcadas para o dia 4 de março, no entanto, Serra afirmou que não quer cancelar o processo interno do partido e deve disputar com os outros quatro candidatos tucanos os secretários estaduais de Cultura, Andrea Matarazzo, Meio Ambiente, Bruno Covas, e Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Tripoli. O mais provável é que o processo seja adiado, para que Serra tenha tempo de se inserir.

 

O ex-governador havia dito que não seria candidato a prefeitura de São Paulo em 2012, mas nas últimas semanas ensaiou uma mudança de estratégia. Kassab, que até então articulava uma aliança com o candidato petista Fernando Haddad, já anunciou que deve firmar parceria com Serra, seu padrinho político na capital.

Mas Serra teme que uma aliança com o PSD feche as portas com o DEM, com quem articula o apoio a uma chapa puro-sangue tucana. Em entrevista a CartaCapital na quinta-feira, o cientista político Celso Roma afirmou que, ao entrar na disputa, Serra terá de convencer a população de que cumprirá os quatro anos de mandato e que não usará o cargo como plataforma para concorrer ao governo do estado, como fez em 2006 ou mesmo ao governo federal.

Roma também adiantou que o cancelamento das prévias partidárias geraria um descontentamento nas bases do PSDB. Segundo ele, a consulta serviria como incentivo à filiação e atrairia os filiados para dentro do partido que, desde 1988, vê apenas os líderes tomarem decisões.

A entrada de Serra dificulta os planos do PT para conquistar a prefeitura da maior cidade do país. Isso porque, na avaliação de Roma, o ex-governador terá apoio de Alckmin e Kassab, polarizando as administrações estadual e municipal com a federal.

registrado em: ,

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

comentários do blog alimentados pelo Disqus
Dicionário eleitoral (para ingênuos)

Dicionário eleitoral (para ingênuos)

Edição Atual | Anteriores

Revista Digital

Índices Financeiros
Moedas
Dolar Comercial +0.00% R$0,000
Dolar Paralelo +0.00% R$0,000
EURO +0.00% R$0,000
Bolsas
Bovespa +1,03% 56789
Nasdaq +1,03% 12340
Frankfurt +1,03% 38950

Especial Haiti

Diálogos Capitais