Você está aqui: Página Inicial / Política / Lula diz que não vai perder para "vagabundo"

Política

Recado

Lula diz que não vai perder para "vagabundo"

por Redação Carta Capital — publicado 19/12/2012 15h33, última modificação 19/12/2012 15h33
Em discurso no ABC, ex-presidente falou indiretamente das denúncias contra ele pela primeira vez
Ex-Pres Lula Posse ABC 02

Lula participou da posse de Rafael Marques, novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez na manhã desta quarta-feira 19 seu discurso mais enfático desde que foi divulgado o depoimento em que o empresário Marcos Valério, operador do "mensalão", o acusa de se beneficiar do esquema. "O que mais machuca os meus adversários é o meu sucesso", disse Lula em discurso na posse da nova diretoria do sindicato dos Metalúrgicos do ABC. "Só existe uma possibilidade deles me derrotarem: é trabalhar mais do que eu. Mas, se ficar um vagabundo em sala com ar-condicionado falando mal de mim, vai perder".

As declarações feitas nesta quarta também foram as mais enfáticas desde que foi deflagrada a operação Porto Seguro da Polícia Federal, que investiga um suposto esquema de venda de pareceres técnicos fraudados de órgãos federais para empresas privadas. Entre os denunciados está Rosemary Noronha, ex-chefe do gabinete da Presidência da República na capital paulista, que chegou ao cargo com a indicação de Lula. O ex-presidente não respondeu nenhuma pergunta sobre o caso.

No evento, Lula disse que “para a alegria de muitos e a tristeza de outros” vai fazer viagens pelo país. Em 2013, o presidente deve trabalhar para fortalecer o partido e candidatos regionais antes das eleições nacionais do ano seguinte.

Segundo a Agência Estado, líderes sindicais fizeram desagravos ao ex-presidente e espalharam faixas como "Lula é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo".

Leia mais