Você está aqui: Página Inicial / Política / Haddad propõe bilhete único ilimitado por 180 reais mensais

Política

Eleições 2012

Haddad propõe bilhete único ilimitado por 180 reais mensais

por Redação Carta Capital — publicado 07/08/2012 15h06, última modificação 07/08/2012 15h12
Candidato do PT à prefeitura de São Paulo prometeu viagens livres pelo equivalente a 60 tarifas de metrô.

O candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, prometeu nesta terça-feira 7 mudanças no bilhete único, cartão para o uso de trem, metrô e ônibus na cidade. O petista propôs a criação de uma tarifa mensal fixa que poderia ser usada para um número ilimitado de viagens de transporte público na cidade.

Atualmente, o usuário do bilhete único pode fazer até quatro viagens num intervalo de três horas com o pagamento de uma passagem de três reais. Segundo a proposta de Haddad, o cidadão poderia pagar o equivalente a 60 passagens mensais, 180 reais, e não teria restrições de horário e de número de viagens com o bilhete único. Segundo a campanha do candidato, os recursos para a implantação do sistema são estimados em R$ 400 milhões por ano, valor equivalente a cerca de um por cento do orçamento municipal.

O candidato disse se basear nos sistemas de transporte de Paris e Londres para a implantação do sistema. Esta é a segunda proposta do candidato envolvendo mudanças no bilhete único. Ele já havia prometido integrar o sistema de bicicletas da prefeitura da cidade ao bilhete único.