Você está aqui: Página Inicial / Política / Empresa de assessor recebe verbas de Henrique Alves

Política

Câmara dos Deputados

Empresa de assessor recebe verbas de Henrique Alves

por Redação Carta Capital — publicado 13/01/2013 13h06, última modificação 13/01/2013 13h06
Cerca de R$ 530 mil foram repassados a Aluizio Dutra de Almeida em contratos com prefeituras do RN, diz jornal
Henrique Eduardo Alves

Valter Campanato/ABr

Um assessor de Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB na Câmara e favorito para se eleger presidente da Casa em fevereiro, teria se beneficiado de repasses das emendas orçamentárias do deputado, segundo reportagem deste domingo 13 do jornal Folha de S. Paulo.

A empresa de Aluizio Dutra de Almeida, Bonacci Engenharia e Comércio Ltda, foi contratada por ao menos três prefeituras do Rio Grande do Norte por meio de repasses do gabinete do deputado, nos últimos anos.

Almeida é assessor de Alves na Câmara desde 1998, além de tesoureiro do PMDB em Natal, comandado pelo deputado. Todas as contratações ocorreram em administrações de prefeitos peemedebistas.

 

Segundo o jornal, os três contratos nas cidades de Campo Grande, São Gonçalo do Amarante e Brejinho somam cerca de 530 mil reais para obras como construção de uma praça e pavimentação de ruas. Alves negou irregularidade e Almeida afirmou ter participado de licitações.

Contas no exterior

O deputado é acusado, desde 2004, pelo Ministério Público Federal de enriquecimento ilícito em um processo de improbidade administrativa. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo deste domingo, Alves conseguiu adiar a quebra de seu sigilo fiscal e bancário e de suas empresas há dois meses.

O caso tem base em informações do processo de separação judicial do deputado e Mônica Infante de Azambuja. A ex-esposa do peemedebista o acusou de manter 15 milhões de dólares em contas irregulares no exterior quando pleiteava sua pensão alimentícia.

Essa disputa judicial tirou de Alves, em 2002, a indicação ao posto de candidato a vice-presidente na chapa liderada pelo tucano José Serra na corrida pelo Planalto daquele ano.

registrado em: