Você está aqui: Página Inicial / Política / Em "carta aos cariocas", Freixo assume compromissos caso eleito no Rio

Política

Eleições 2016

Em "carta aos cariocas", Freixo assume compromissos caso eleito no Rio

por Nivaldo Souza — publicado 24/10/2016 15h01
Mensagem segue estilo da “Carta ao Povo Prasileiro” de Lula, com candidato do PSOL prometendo “crescimento econômico”
Divulgação
Marcelo Freixo

Freixo defende carta como "compromisso é também um desafio"

O candidato do PSOL à prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, divulgou nesta segunda-feira 24 uma carta defendida como um “acordo firmado com todos os cariocas”. O documento tem sete compromissos assumidos por ele caso vença a disputa contra Marcelo Crivella (PRB). No texto de 224 palavras, intitulado Compromisso com o Rio: Coragem para Mudar, Freixo se compromete a perseguir o “equilíbrio do orçamento”.

A mensagem se assemelha à “Carta ao Povo Brasileiro” do então candidato Lula, em 2002. Na ocasião, o petista era visto com desconfiança pelo mercado financeiro e, por meio da carta, sinalizava que ao assumir a Presidência da República respeitaria contratos e buscaria “conquistar o desenvolvimento econômico”.

Freixo afirma na sua carta que pretende “atuar de forma ética e equilibrada junto ao setor privado, garantindo a independência da prefeitura e o crescimento econômico”.

O candidato do PSOL manifesta disposição em “revisar e tornar públicos todos os contratos da prefeitura”, mas sem deixar de “respeitar” acordos “em situação regular”. Freixo se compromete, ainda, a “investigar o que estiver sob suspeita“ nos contratos da Prefeitura do Rio.

A carta reúne uma série de compromissos já assumidos por Freixo ao longo da campanha, mas ganha conotação de ‘missão’ para a reta final da campanha. Na última semana, o Ibope registrou crescimento dele nas pesquisas. Freixo passou de 25% para 29% das intenções de voto, enquanto Civella recuou cinco pontos, indo a 46%.

A diferença entre eles caiu, assim, para 17 pontos percentuais – a menor neste segundo turno. A mensagem é, portanto, uma tentativa de atrair parte do eleitorado de Crivella.

A exemplo da carta de Lula, a missiva do prefeiturável carioca do PSOL é uma das estratégias finais de Freixo para reverter votos da fatia de 21% do eleitorado que pretende votar em branco ou nulo, conforme o Ibope.

A carta coincide com a chegada de novos colaboradores ao núcleo duro de campanha de Freixo, que ganhou a adesão de profissionais com passagem pelo PMDB e o PSDB.

Leia a íntegra da carta de Marcelo Freixo:

Compromisso com o Rio: Coragem para Mudar

Não é simples mudar. Toda mudança é complexa e trabalhosa. Especialmente quando envolve o enfrentamento da desigualdade e de interesses poderosos. Por muito tempo, nós nos acostumamos com os contrastes do Rio de Janeiro e com a incapacidade do poder público de resolvê-los.

Este compromisso é também um desafio e um convite.

Um acordo firmado com todos os cariocas que, como nós, desejam a mudança. Mudança com coragem, dedicação e responsabilidade.

Eu, Marcelo Ribeiro Freixo, comprometo-me a, caso eleito prefeito do Rio de Janeiro no pleito de 2016:

  1. Montar um secretariado inteiramente formado por técnicos com comprovado conhecimento. Integrado, de forma equilibrada, por mulheres e homens. Nenhum secretário será nomeado por indicação de partido político.
  2. Ter como prioridade a redução do custo de vida e a melhoria dos serviços públicos.
  3. Garantir o equilíbrio do orçamento municipal, aumentando investimentos com a redução de gastos com custeio e cargos comissionados.
  4. Revisar e tornar públicos todos os contratos da Prefeitura.
  5. Respeitar os contratos em situação regular. E investigar o que estiver sob suspeita.
  6. Atuar de forma ética e equilibrada junto ao setor privado, garantindo a independência da Prefeitura e o crescimento econômico.
  7. Dialogar com o governo estadual, a União e a Câmara de Vereadores, priorizando os interesses da população do Rio de Janeiro.