Você está aqui: Página Inicial / Política / "Houve prejulgamento"

Política

Escândalo

"Houve prejulgamento"

por Redação Carta Capital — publicado 03/04/2012 10h22, última modificação 03/04/2012 14h29
O senador Demóstenes Torres deixa o DEM e reclama da falta de apoio do partido

[caption id="attachment_72656" align="alignleft" width="211" caption="Torres é alvo de investigação da PF sobre ligação com bicheiro. foto: José Cruz/ABr"][/caption]

No início da tarde desta terça-feira 3, o senador Demóstenes Torres enviou ao presidente do DEM, José Agripino Maia (RN), um ofício no qual pede sua desfiliação da legenda, relata a Agência Brasil.

“Diante do prejulgamento público que o partido fez, comunico minha desfiliação do Democratas”, afirmou.  A saída do partido já era esperada. Em reunião na noite da segunda-feira 2, o senador goiano não conseguiu fornecer explicações sobre sua relação com o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Agripino Maia nega que o partido tenha se recusado a ouvir a defesa de Torres. Segundo ele, foi dado a Demóstenes prazo de uma semana para defesa. “ Coisa que ele nunca fez”, destacou.

Torres é acusado de ligações com o empresário Carlinhos Cachoeira, investigado pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo. Gravações feitas pela Polícia Federal registraram solicitação de dinheiro a Cachoeira, feitas pelo senador e informações privilegiadas repassados por Demóstenes para o controlador do jogo ilegal em Goiás.