Você está aqui: Página Inicial / Política / A defesa respeita condenação, diz advogado

Política

Julgamento do 'mensalão'

A defesa respeita condenação, diz advogado

por Agência Brasil publicado 09/10/2012 21h15, última modificação 09/10/2012 21h28
Para defensor de Dirceu, 'houve uma análise equivocada'. Advogado de Genoino se diz "perplexo"

Débora Zampier
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O advogado José Luis de Oliveira Lima, que defende o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu na Ação Penal 470, disse nesta terça-feira 9 que seu cliente irá respeitar o veredito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre sua participação no esquema conhecido como mensalão, embora não concorde com o ponto de vista manifestado pela maioria dos ministros.

“Apesar de não concordar com o resultado obtido até agora, a defesa respeita. Entendemos que o olhar que eles deram para os autos não foi o mesmo da defesa, houve uma análise equivocada”, disse Oliveira Lima a jornalistas no final da sessão. Embora a votação ainda não tenha terminado, Dirceu já está sendo condenado por maioria de 6 votos a 2.

O advogado informou que vai aguardar os dois votos restantes referentes ao capítulo em análise, que serão proferidospelo decano Celso de Mello e pelo presidente Carlos Ayres Britto, e a publicação do acórdão do julgamento para estudar que medida tomar em defesa de seu cliente. “Se é que há medida [a ser tomada]”, completou.

Sobre a possibilidade de recorrer à Organização dos Estados Americanos (OEA), Oliveira Lima disse que ainda não discutiu a medida com Dirceu, que, segundo o defensor, vai se manifestar em momento oportuno. O advogado ainda negou que tenha afirmado que houve politização do julgamento. “Jamais disse isso. Só acredito que a divergência faz parte do Estado Democrático de Direito”.

O advogado Luiz Pacheco, que representa o ex-presidente do PT José Genoino, protestou contra a condenação de seu cliente pelo silêncio. “Ante a perplexidade diante do resultado que a gente considera injusto, pela condenação, vamos ficar calados. Hoje, a defesa fala através do silêncio”. Genoino está sendo condenado por 7 votos a 1.

Embora seu cliente não faça parte desta etapa do julgamento, em que se analisa o Capítulo 6 da denúncia, o advogado de Roberto Jefferson, Luiz Francisco Corrêa Barbosa, também falou com jornalistas ao final da sessão de hoje. Ele evitou comentar a condenação dos integrantes do PT e também não confirmou a tese de que seu cliente é inimigo de José Dirceu. “Nunca perguntei se eles se amam ou se odeiam”.

Perguntado sobre a valorização do depoimento de Jefferson pela maioria dos ministros do STF, o advogado disse que ficou claro que “mentindo ele não estava” e que “a maioria do povo do Brasil deu razão a Roberto Jefferson”. Ele ainda acredita que seu cliente possa ser absolvido até o final do julgamento, o que, segundo ele, é diferente de ter a pena reduzida por ser o primeiro a falar do esquema.

A cobertura do ‘mensalão’

 

Os personagens:

Leia mais sobre o ‘mensalão’:

 

 

Matéria originalmente publicada na Agência Brasil