Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Senado francês aprova artigo que autoriza o casamento gay

Internacional

Direitos LGBT

Senado francês aprova artigo que autoriza o casamento gay

por AFP — publicado 10/04/2013 10h11, última modificação 06/06/2015 18h23
Aprovação se deu após dez horas de debate e tentativas de obstrução da direita. Discussão ainda deve levar algumas semanas
casamento gay

A ministra Justiça, Christiane Taubira (E), e a ministra da Família Dominique Bertinotti no Senado. Foto: ©afp.com / Jacques Demarthon

PARIS (AFP) - O Senado francês adotou na noite desta terça-feira 9, por 179 votos contra 157, o primeiro artigo do projeto de lei sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que abre caminho para o matrimônio gay. O texto só entrará em vigor após uma análise completa da legislação pelo senadores, o que pode levar algumas semanas.

O projeto completo, já aprovado pela Assembleia Nacional e que constitui a primeira reforma social promovida pela esquerda no poder na França, legaliza o casamento gay e a adoção por parte de casais do mesmo sexo.

A medida contou com o apoio da maior parte dos senadores da esquerda, entre socialistas (PS), comunistas (CRC) e ecologistas (RDSE). A maioria dos senadores de direita rejeitou a medida, mas cinco votaram 'sim' e dois se abstiveram.

A votação ocorreu após dez horas de debates e de várias tentativas da direita de obstruir o processo, em meio a um clima tenso. "Apesar das tentativas de obstrução da direita, o Senado adotou o artigo 1, que autoriza o casamento entre pessoas do mesmo sexo", saudou o presidente do PS, François Rebsamen, momentos após a votação.

"A adoção deste artigo pela maioria dos senadores acaba com a discriminação contra a opção sexual dos cidadãos (...) e marca uma vitória na luta contra a homofobia e pela tolerância e a democracia", concluiu Rebsamen.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: