Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Forte terremoto atinge Irã e Paquistão e mata dezenas

Internacional

Golfo Pérsico

Forte terremoto atinge Irã e Paquistão e mata dezenas

por Redação Carta Capital — publicado 16/04/2013 10h55, última modificação 16/04/2013 10h55
O tremor foi o maior do Irã nos últimos 40 anos, segundo um oficial do governo que disse esperar centenas de mortos
Irã terremoto

írculo laranja na fronteira entre o Irã e o Paquistão mostra o epicentro do tremor. As linhas vermelhas são as divisões das placas tectônicas. Imagem: Serviço Geológico dos Estados Unidos

Um terremoto de 7,8 graus de magnitude sacudiu nesta terça-feira 16 o sudeste do Irã e o sudoeste do Paquistão deixando ao menos 45 mortos  e um rastro "indescritível de destruição", segundo o jornal iraniano Tehran Times. "Foi o maior terremoto do Irã nos últimos 40 anos e estamos esperando centenas de mortos" disse um oficial do governo de Teerã à Reuters.

O epicentro do terremoto aconteceu na província do Sistão-Baluchistão, uma área remota do Irã, às 15h14 do horário local  (7h44 de Brasília) e a 18 metros de profundidade, segundo informações do Centro Sismológico Iraniano (CSI). O Centro Americano de Geofísica discordou do CSI e classificou o terremoto com uma magnitude ainda maior: de 7,8 graus.

Manouchehr Karimi, morador da província iraniana do Sistão-Baluchistão, disse a Associated Press  por telefone que "a duração do terromoto foi longa" e ocorreu "quando muitas pessoas estavam em casa para o descanso do meio-dia". Dos 45 mortos, 40 são iranianos.

Para cuidar das vítimas e avaliar os danos do tremor, cinco equipes de resgate foram enviadas para as cidades de Saravan e Khash - as mais atingidas pelo tremor - segundo informou o diretor do Crescente Vermelho iraniano, Mahmud Mozafar.

De acordo com a controladora da planta nuclear do Irã, não houve nenhum dano decorrente do terremoto nas instalações nucleares do país.

O tremor também foi sentido no Paquistão, sobretudo na capital Islamabad, onde alguns prédios tremeram. Na principal cidade do país, Karachi, as pessoas deixaram os edifícios aterrorizadas, segundo testemunhas.

Além do Irã e Paquistão, o terremoto foi sentido em outros países do golfo Pérsico, como Qatar e Emirados Árabes Unidos, e também na Índia. Nas cidades de Dubai e Nova Déli, prédios tremeram e tiveram que ser esvaziados.

Região instável

O Irã fica sobre várias falhas sísmicas e já sofreu vários terremotos devastadores. O mais violento dos últimos anos matou 31 mil pessoas em Bam (sul) em 2003. Em agosto de 2012, dois tremores de 6,3 e 6,4 graus mataram 306 pessoas perto da cidade de Tabriz (noroeste).

Há uma semana, no dia 9 de abril, um terremoto de 6,1 graus atingiu uma zona rural do sul do Irã, deixando quase 40 mortos e outras 850 pessoas feridas.

*Com informações de Reuters, AP e Tehran Times

registrado em: ,