Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Brasil e Bolívia reforçam cooperação contra narcotráfico

Internacional

América do Sul

Brasil e Bolívia reforçam cooperação contra narcotráfico

por AFP — publicado 17/09/2012 10h51, última modificação 06/06/2015 18h26
Ações brasileiras de cooperação internacional no combate ao narcotráfico também ocorrem no Peru e Paraguai
narcotráfico

Soldados bolivianos da unidade de erradicação da cocaína em Chinahota, Chapare. Foto: ©AFP / Aizar Raldes

LA PAZ (AFP) - Brasil e Bolívia reforçaram na quinta-feira 13 sua cooperação no combate ao narcotráfico, durante a visita a La Paz do ministro brasileiro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que revisou com as autoridades bolivianas o plano de ação bilateral contra as drogas.
"Com base no Plano de Ação Boliviano-Brasileiro firmado em 2011, o Brasil doará quatro helicópteros ao governo da Bolívia" para a repressão ao tráfico de drogas, informou José Eduardo Cardoso.
"Queremos um intercâmbio de informação de inteligência, estamos planejando um conjunto de medidas de participação conjunta, incluindo inovações tecnológicas, e vamos colocar veículos aéreos não tripulados brasileiros à disposição do governo boliviano compartilhando suas missões e suas informações".

O ministro da Justiça se disse "muito contente (...) com a profunda identidade de propósitos entre o governo do Brasil e o governo da Bolívia" e com a possibilidade da Polícia Federal brasileira participar de operações de destruição de plantações de coca no território boliviano.
"É um programa que estamos testando no Peru, onde a Polícia Federal brasileira, junto às autoridades peruanas, atua na erradicação de plantações ilegais. Temos isto no Paraguai e queremos fazer também na Bolívia". "Quando os países são irmãos, se ajudam, e queremos estar juntos à Bolívia" no combate ao tráfico de drogas.
Segundo dados extraoficiais, quase 90% da cocaína que entra no Brasil procede de Bolívia e Peru.
Os governos de Brasil, Bolívia e Estados Unidos iniciaram em março passado a utilização de um sistema de satélites para monitorar as áreas de plantio de coca na região boliviana do Chapare, na região central boliviana.
Leia mais em AFP Movil