Você está aqui: Página Inicial / Cultura / Aos 75 anos, Martinho vê Vila Isabel se sagrar campeã

Cultura

Carnaval 2013

Aos 75 anos, Martinho vê Vila Isabel se sagrar campeã

por Redação Carta Capital — publicado 13/02/2013 19h26, última modificação 13/02/2013 19h26
Um dos responsáveis pelo samba Vila Canta o Brasil, Celeiro do Mundo foi o compositor Tonico da Vila, filho do artista

A quadra da Unidos de Vila Isabel está lotada para a comemoração do terceiro título da escola de samba. Mais de cinco mil pessoas cantam, desde o anúncio do resultado, o enredo A Vila Canta o Brasil, Celeiro do Mundo. Água no Feijão, que Chegou Mais Um, que falou sobre a vida no campo e uniu a cultura do samba à moda de viola do agricultor brasileiro para celebrar a grande festa da colheita.

Um dos responsáveis pelo samba que encantou a Sapucaí foi o compositor Tonico da Vila, filho de Martinho da Vila, que este ano completou 75 anos. “A escola foi totalmente incontestável. Dedico este título a todos os fundadores que já estão no andar de cima. Nossa comunidade é muito boa. A Vila Isabel merece cada minuto desta festa”, disse Tonico da Vila.

A Avenida Boulevard 28 de Setembro foi interditada para o trânsito de veículos para permitir que a comunidade do tradicional bairro da zona norte, onde nasceu o compositor Noel Rosa, possa comemorar a conquista.

O coreógrafo e dançarino, Carlinhos de Jesus, foi um dos responsáveis pela vitória da azul e branco. “Carnaval é arte. É o desenho de uma Rosa Magalhães [carnavalesca da escola], que faz a diferença. É a garra da comunidade, um samba-enredo maravilhoso. Não tinha como não ser campeã.”

Enquanto a maioria dos integrantes da escola sambava na quadra, alguns levantavam as mãos ao céu, do lado de fora, como forma de oração, como o coordenador de ala Lauber Alves. “Primeiramente, eu agradeço a Deus. Este título para mim é tudo. São anos de dedicação e dando duro aqui no barracão, correndo atrás de tudo. Mas hoje é o nosso dia. A Vila Isabel é campeã, finalmente.”

Para Euza Borges, que desfila na escola há 32 anos, a vitória este ano era certa. “É o reconhecimento de um grande trabalho, da dedicação de toda uma comunidade. Eu nunca tive dúvida que este ano ganharíamos o título. O nosso trabalho só nos levava à certeza da vitória".

O primeiro título da Vila no Grupo Especial foi em 1988, quando o enredo homenageou o herói negro Zumbi dos Palmares. O segundo foi em 2006, sobre a integração histórica e cultural da América Latina.

 

*Com informações da Agência Brasil

registrado em: