Você está aqui: Página Inicial / Tecnologia / Tablets movimentam o mercado e dividem opiniões

Tecnologia

Gadgets

Tablets movimentam o mercado e dividem opiniões

por Elizangela Grigoletti — publicado 23/09/2011 16h35, última modificação 24/09/2011 09h41
Antenados, os usuários de tablets criam expectativas a cada novo lançamento e não poupam críticas na rede quando se deparam com alguma falha

O mercado de tablets está movimentado desde Abril, principalmente depois do lançamento do Xoom, dispositivo da Motorola, que chegou ao Brasil em meados de abril. Esperado para ser o “iPad killer”, os usuários tinham grandes expectativas a respeito do lançamento. Com duas câmeras, sistema operacional Android 3.0, processador duplo e o dobro de memória que o tablet da Apple, o Xoom foi apontado pela mídia especializada como um produto de qualidade similar, ou superior, em relação ao iPad 2. No portal TechTudo, os dois foram citados como tablets da nova geração.

O principal diferencial do Xoom, entretanto, é a compatibilidade com o Adobe Flash Player, permitindo a execução de diversos games online, streaming de vídeo e a possibilidade de acesso a sites que utilizam a tecnologia. Na comparação com o iPad por exemplo, esta é a principal vantagem que deixa o gadget da Motorola à frente na opinião de muitos consumidores ainda duvidosos.

As expectativas de todos, porém, se mostraram precoces demais. O blog Gizmodo, da área de tecnologia, divulgou um vídeo em que mostra o Xoom em funcionamento, executando tarefas simples como a navegação na web e acesso a jogos online via Adobe Flash. Durante a demonstração, o dispositivo apresentou falhas exatamente no recurso que seria seu principal diferencial: a compatibilidade com o Adobe Flash Player. Durante monitoramento realizado pela MITI Inteligência – estudo sobre o mercado de tablets – percebeu-se uma repercussão grande e negativa na internet a respeito do modelo da Motorola, exatamente devido a essa divulgação.

Quando se fala em iPad, muito do buzz está ligado ao “status” de possuir o aparelho e as diversas promoções lançadas e replicadas na web, envolvendo o produto como prêmio. O tablet da Apple é visto como um objeto de desejo, embora existam controvérsias com a própria ausência do Adobe Flash Player. Uma das principais reclamações dos usuários é a falta de conexão HDMI do dispositivo e o uso do software FaceTime, para realização de vídeo conferências. Essa possibilidade (de ligações audiovisuais) existe com a inclusão das duas câmeras nessa nova versão do iPad, o que seria sua principal novidade. Entretanto, problemas com esse recurso também estão movimentando o fórum da Apple. Segundo os usuários, o equipamento trava durante as conexões vídeo e áudio, obrigando o desligamento forçado do dispositivo.

Nesse mercado, quem tem se destacado e agradado aos consumidores é o Galaxy Tab, da Samsung. Ele é o tablet que mais recebeu elogios nas redes sociais durante o estudo, principalmente por conta da possibilidade de ser utilizado como telefone e também televisão analógica e digital. Segundo a opinião da imprensa especializada, a Samsung está conseguindo abocanhar a fatia de mercado dos interessados em contar com um produto que une computador e telefone.A busca do consumidor por produtos cada vez melhores e mais completos tende a fazer com que as empresas invistam em melhorias tecnológicas para suprir às expectativas de seus clientes. Em um mercado que ainda está se formando, as marcas precisam estar atentas aos desejos dos usuários para não ficarem para trás. Lembrando que esse é um público antenado e ativo nas redes sociais, onde qualquer erro será exposto e ganhará repercussão.

*Elizangela Grigoletti, jornalista, especialista em marketing internacional em mídias sociais é gerente da Inteligência e Marketing da MITI Inteligência