Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Escutas revelam ligações de Turnowski para inspetor envolvido em corrupção

Sociedade

Operação Guilhotina

Escutas revelam ligações de Turnowski para inspetor envolvido em corrupção

por Redação Carta Capital — publicado 22/02/2011 13h19, última modificação 22/02/2011 13h24
Ex-chefe da Polícia Civil do Rio ligou, no ano passado, cinco vezes para inspetor da Polícia, Christiano Gaspar Fernandes, preso pela PF. Numa delas afirma: “caiu na escuta federal”. Da Redação

Ex-chefe da Polícia Civil do Rio ligou, no ano passado, cinco vezes para inspetor da Polícia, Christiano Gaspar Fernandes, preso pela PF. Numa delas afirma: “caiu na escuta federal”

O ex-chefe da Polícia Civil carioca, o delegado Allan Turnowski, indiciado pela Polícia Federal (PF) por vazamento de informação sobre a Operação Guilhotina, ligou cinco vezes para o inspetor Christiano Gaspar Fernandes, um dos principais alvos presos pela Operação, por suspeita de atuação em um amplo esquema de corrupção dentro da Polícia, no dia 27 de novembro de 2010. As ligações, que foram grampeadas com autorização da Justiça, aconteceram no dia em que as equipes de segurança do Rio invadiriam o complexo do Alemão. As informações são do jornal O Globo desta terça-feira 22.

Uma das escutas revela que Turnowski teria dito a Christiano, que era do terceiro escalão do 22º DP, “caiu na escuta federal”. A Operação Guilhotina, da PF, foi responsável pela prisão de policiais militares e civis do Rio de Janeiro envolvidos com traficantes de drogas e armas, participação em milícias, vazamento de informações e exploração de jogos ilegais.

O ex-chefe da Polícia Civil Allan Turnowski foi exonerado do cargo pelo secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, na semana passada, e substituído pela delegada Martha Rocha.

Leia o que já foi escrito sobre o caso:

. Da Redação

registrado em: