Você está aqui: Página Inicial / Sociedade / Suspeito de acender rojão que matou cinegrafista é preso na Bahia

Sociedade

Manifestações

Suspeito de acender rojão que matou cinegrafista é preso na Bahia

por Agência Brasil publicado 12/02/2014 09h22
Polícia Civil prendeu Caio Silva de Souza em uma pousada na cidade de Feira de Santana
Reprodução / Ruptly TV
cinegrafista

O cinegrafista da Band logo após ser atingido pelo artefato

A Polícia Civil prendeu na madrugada desta quarta-feira 12 o suspeito de acender o rojão que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade, durante manifestação na última quinta-feira 6. Caio Silva de Souza foi preso em Feira de Santana, na Bahia, por policiais da Delegacia de São Cristóvão, que investiga o caso.

Caio estava em uma pousada da cidade baiana e não reagiu à prisão. Um mandado de prisão havia sido expedido na última segunda-feira 10 pela Justiça fluminense, pelo crime de homicídio doloso qualificado por uso de explosivo.

Os policiais buscavam Caio desde terça-feira. Durante as buscas, ele não foi encontrado em sua casa na Baixada Fluminense.

Caio Souza foi apontado pelo tatuador Fábio Raposo como o responsável por acender o artefato que provocou a morte do cinegrafista. Raposo está preso e confessou ter entregado o explosivo a Caio.

*Publicado originalmente na Agência Brasil